Publicada em 09/01/2017 às 09h17.
Acordo financeiro da Odebrecht com delatores pode não ser cumprido
Número de ex-executivos envolvidos no petrolão é quase quatro vez mais do que o esperado.

 

 

 

A empreiteira Odebrecht firmou anteriormente um acordo com os seus executivos que aderissem à delação premiada da Operação Lava Jato. Quem aceitasse contar tudo o que sabe aos investigadores receberia um auxílio financeiro por até 15 anos. No entanto, pelo volume que a força-tarefa ganhou, este acordo pode não ser cumprido.


De acordo com a jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna na Folha de S. Paulo, quando o acordo foi feito, estimava-se que cerca de 20 executivos iriam aderir à delação. Contudo, já são 77 executivos, tornando os custos muito maiores do que previstos.


O intuito do auxílio era garantir segurança financeira aos ex-executivos da empresa, já que eles provavelmente ficarão fora do mercado por terem confessado os seus crimes.


Notícias ao Minuto

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia