Publicada em 17/05/2017 às 07h22.
Sport recebe Bahia no primeiro jogo da final da Copa do Nordeste
Sob a expectativa de grande público na Ilha do Retiro, o Sport recebe Bahia na primeira das decisões da Copa do Nordeste.

Diego Souza retorna ao Sport na grande decisão / JC Imagem

Diego Souza retorna ao Sport na grande decisão
JC Imagem
FELIPE HOLANDA 
Twitter: @f_holanda1

O Sport encara hoje o Bahia no primeiro ato da final da Copa do Nordeste querendo exorcizar o fantasma das atuações apagadas nos últimos jogos. Para acalmar os ânimos depois de duas goleadas em sequência (3x0 para o Danubio-URU e 4x0 para a Ponte Preta), o Leão contará com o apoio em massa de seu torcedor, às 21h45, numa Ilha do Retiro que promete estar tomada por rubro-negros – mais de 20 mil ingressos já foram comercializados. Os pernambucanos querem largar com o pé direito na briga para se aproximar do tetracampeonato, enquanto os baianos buscam um resultado positivo para ter vantagem no confronto de volta, quarta que vem, na Arena Fonte Nova.


 

Sport e Bahia travam o duelo das duas maiores torcidas do Nordeste. Além disso, são os únicos clubes da região a serem campeões do Campeonato Brasileiro. O Leão faturou o título de 1987, enquanto o tricolor baiano foi campeão em 1959 e 1988. Ciente da “envergadura” do clássico, o zagueiro Durval admitiu que será um duelo de gigantes. “Sem dúvidas, é um jogo de um peso enorme. Não sei a dimensão de um clássico como esse. São duas equipes de grande expressão nacional e acho que a Copa do Nordeste está nas mãos de dois grandes clubes na decisão. Entre Bahia e Pernambuco, acho que Pernambuco é maior”, brincou Durval em entrevista coletiva, a sua primeira na temporada.


 

MISTÉRIO

Pressionado pela má fase (tem apenas uma vitória nos oito últimos jogos), o técnico Ney Franco fechou o treino na véspera do confronto com o Bahia para buscar alguma inovação no time. E é o deve acontecer. O esquema com três volantes, por exemplo, é carta fora do baralho para o treinador leonino. Com Diego Souza de volta ao Leão após se recuperar de um edema muscular e Rithely suspenso, Ney manteve apenas os pratas da casa Fabrício e Ronaldo na cabeça de área. Rodrigo fica no banco de reservas. Outro atleta revelado na base também ganha nova chance: Everton Felipe, que formará o trio de ataque com Rogério e André.


Outra novidade é o lateral-direito Raul Prata, que será improvisado na ala-esquerda, com Mena lesionado e Evandro suspenso. Durval, que volta depois de ser poupado contra a Ponte, na estreia do Leão na Série A, Matheus Ferraz e Samuel Xavier completam o sistema defensivo. Henríquez e Ronaldo Alves, lesionados, seguem de fora.


Jc Online

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia