Publicada em 19/05/2017 às 16h19.
JBS diz que deu R$ 15 milhões em propina para campanhas de Eduardo e Paulo Câmara
Na delação, Ricardo afirma que estava empolgado com o pernambucano, pois era “um cara novo, de futuro”.

Foto: Divulgação/PSB.

 

Em delação premiada, o diretor da JBS Ricardo Saud afirma ter negociado propina para as campanhas de Eduardo Campos, falecido em 2014, e Paulo Câmara, ambos do PSB.


Ricardo afirma que trabalhava com propinas para três campanhas de candidatos à Presidência em 2014: a de Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Na delação, Ricardo afirma que estava empolgado com o pernambucano,  pois era “um cara novo, de futuro”.


“A gente estava trabalhando com a Dilma, com propinas para Dilma, com o Aécio e com o Eduardo Campos e estávamos muito empolgados com a candidatura do Eduardo, estivemos com ele, o Paulo Câmara o Geraldo Julio. Um cara novo de futuro e decidimos investir nele e colocamos um limite para iniciar, nós vamos deixar 15 milhões de propina, se você começar a crescer a gente vai te alimentando, melhorando isso aí e depois a gente acerta se você ganhar. E isso foi feito”.
 
Ne10
TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia