Publicada em 13/07/2017 às 09h55.
Falta de provas levará à derrubada da decisão de Moro, apostam aliados de Lula
Caso ex-presidente seja condenado no órgão colegiado, caracteriza condenação em segunda instância e Lula fica inabilitado a disputar as eleições.
Reprodução: Internet

Aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ouvidos pela reportagem acreditam que a condenação do juiz federal Sérgio Moro vai ser revertida em segunda instância por falta de provas. Petistas acreditam que o futuro do processo vai ter o mesmo destino do ex-tesoureiro João Vaccari, que foi absolvido no mês passado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) da condenação de 15 anos e 4 meses de prisão imposta pelo Moro.

"Essa condenação é política e não jurídica", ressaltou o deputado Henrique Fontana (PT-RS). Sem manifestar surpresa, o líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini (SP), criticou a condução do processo feita por Moro e declarou que "esta é uma condenação feita por um juiz que participou da investigação e da denúncia, estava evidente que ele ia fazer isso".

"É subestimar a inteligência do povo achar que essa condenação aconteceu por acaso neste momento", disse a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), fazendo referência à articulação do governo para garantir maioria na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

O processo de Lula será encaminhado ao Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF4) e, caso ex-presidente seja condenado no órgão colegiado, caracteriza condenação em segunda instância e Lula fica inabilitado a disputar as eleições de 2018.
DP
TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia