Publicada em 15/07/2017 às 11h05.
McGregor proclama vitória em turnê e garante que seguirá lutando: "Inteiro"
Irlandês acredita que "venceu" os quatro eventos de promoção da luta e critica Floyd Mayweather por chamá-lo de racista.

(Imagem:  Getty Images)

 

 

A superluta de boxe entre Conor McGregor e Floyd Mayweather será realizada no dia 26 de agosto, e nesta sexta-feira os dois encerraram a turnê mundial de promoção do combate, após quatro dias em quatro cidades diferentes: Los Angeles, Toronto, Nova York e Londres. Mas e se essa turnê fosse uma luta? Quem seria o vencedor? O irlandês não tem dúvida.
 
- Meu filho é uma grande motivação para mim. Estou fazendo isso para ele, pelo futuro dele. Mal posso esperar pelo dia em que ele estiver mais velho, quando eu for mostrar tudo a ele, as lutas e as horas de trabalho duro. Vou ensinar que, para alcançar grandes coisas, nós temos que trabalhar duro - encerrou.

 

- No primeiro evento armaram para mim (desligaram seu microfone). Mas meu terno de "fuck you" viralizou, não dá para negar. Em Toronto eu o derrubei duas vezes, foi fácil, 10 a 7. Em Nova York também foi bom. Ele foi bem, mas ainda assim acho que venci. E hoje ele foi atropelado de novo. Então, acho que foi 4 a 0, é o placar justo. Se eu for generoso, 3 a 1. Mas sou implacável - disse, em coletiva de imprensa na Arena Wembley, na capital inglesa.


O campeão peso-leve do UFC agora voltará à rotina de treinos, em Las Vegas, para daqui a seis semanas fazer sua primeira luta profissional de boxe. Ele afirmou que a experiência da turnê foi ótima tanto para os dois atletas quanto para os fãs do esporte, e que está "abraçando o fato de estar fazendo história", o que o deixa muito orgulhoso.


Durante a turnê, o presidente do UFC, Dana White, admitiu que McGregor pode nunca mais lutar depois de enfrentar Mayweather e receber o cheque de US$ 100 milhões. O irlandês, no entanto, descartou essa possibilidade. Vale lembrar que, ainda segundo Dana, Conor já conversou com ele sobre o desejo de enfrentar Khabib Nurmagomedov na Rússia.

 

- Agora tenho 29 anos. Fiz 29 hoje. Ainda! Estou fresco no ramo da luta. Sei que Dana falou e tal, tem a questão do dinheiro, mas não vou a lugar algum. Estou inteiro - garantiu.

 

Conor comentou ainda as críticas de Floyd por seus supostos comentários racistas - em Nova York, o irlandês afirmou ser "meio negro do umbigo para baixo".

 

- Se ele (Mayweather) se sente desrespeitado, é um idiota. E f***-se ele também. Acho ridículo. Que m*** é essa? Não entendi nada. Sei quem sou como pessoa. Ele está tentando distorcer o que falei, e ele sabe disso. Mas deixa isso pra lá. Vamos nos preparar para luta.

 

Conor McGregor é hoje um dos atletas mais populares do planeta, mas isso não veio do nada. E é exatamente esse tipo de ensinamento que ele quer passar no futuro para o filho recém-nascido.


 

FONTE: globoesporte.com

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia