Publicada em 12/08/2017 às 07h44.
Cegonheiros mantêm protestos até serem ouvidos pelo governador de PE
Sindicato da categoria aguarda orientação da CTTU sobre o local mais adequado para estacionar as carretas.

Foto Alfreu Tavares FolhaPE

 

Os condutores de caminhão-cegonha que protestam no Recife contra a contratação de profissionais de outros estados no escoamento da produção da montadora Jeep, em Goiana (Zona da Mata Norte), não pretendem deixar as ruas da Capital nem tão cedo apesar da determinação da Justiça estadual de que o estacionamento nas vias da cidade é irregular. Os manifestantes pleiteiam um encontro com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, visando a solucionar o assunto. Atualmente cerca de dez caminhões-cegonha estão estacionados na orla de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

Apesar de dizer que o movimento vai respeitar a decisão da Justiça que determinou a retirada dos caminhões-cegonha das ruas do Recife, o líder do movimento,  Milton Freire, do Sindicato dos Transportadores Autônomos e Microempresas de Veículos Ceitas, avisa que a mobilização seguirá. "A CTTU tem que dizer para nós onde devemos colocar as carretas”, afirmou. “Tenho certeza que o governador vai nos receber. Nossa pauta é justa. Queremos gerar empregos.”

Sobre a novo entendimento da Justiça, proferido na quinta-feira (10), depois que alguns cegonheiros levaram seus veículos do Centro da Cidade para a orla de Boa Viagem, na Zona Sul, Freitas afirmou que o Sintraveic-PE ainda não havia sido notificado até a manhã desta sexta-feira (11). “Ficou acordado que a CTTU deveria nos dizer onde as carretas ficariam paradas”, disse.

A colocação dos caminhões-cegonha na Zona Sul faz parte da estratégia do sindicato de seguir com o protesto, iniciado no dia 31 de julho passado, contra a contratação de profissionais de outros estados para fazer o escoamento da produção da montadora Jeep-Fiat, em Goiana, na Mata Norte do Estado.


Folha PE

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia