Publicada em 12/10/2017 às 09h07.
Estudantes protestam durante inaugurações no Hospital das Clínicas
Foram entregues novos equipamentos e salas reformadas. Administração ainda anunciou verba para novas ações na unidade.

Foto:Renata Coutino

 

Estudantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) fizeram um protesto no Hospital das Clínicas (HC), na Zona Oeste do Recife, na tarde desta quinta-feira (11), para denunciar más condições de conservação nas instalações. Eles aproveitaram uma série de inaugurações na unidade para se manifestar. Hoje, foram entregues equipamentos de PET Scan e Ressonância Magnética, itens há anos aguardados pela população assistida pelo SUS pernambucano, além de quatro salas do Centro Cirúrgico Ambulatorial que foram reformadas e a requalificação e ampliação do bloco cirúrgico do hospital, que passa de seis para dez salas de operação.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, iria participar da cerimônia, mas cancelou a visita. De acordo com a assessoria de imprensa de Mendonça, ele estava participando de um evento pela manhã no município de Primavera, na Mata Sul do estado. Como o evento atrasou, ele não chegaria em tempo e foi representado pelo presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais.

"Teto caindo no anfiteatro ao lado", "Queremos autoclave" (aparelho para desinfecção de instrumentos cirúrgicos) e "pra que tanta sala de cirurgia se não temos material cirúrgico?" eram os dizeres de algumas das placas carregadas pelos estudantes.

"Teto caindo no anfiteatro ao lado", "Queremos autoclave" (aparelho para desinfecção de instrumentos cirúrgicos) e "pra que tanta sala de cirurgia se não temos material cirúrgico?" eram os dizeres de alguns cartazes carregados pelos estudantes.

"Vai ser muito importante para a assistência ao paciente. Foi o resultado das ações que conseguimos implementar junto com a Ebserh. Desde 2013, quando cheguei aqui, junto com elevador, lixo e um monte de outros problemas, estamos entregando pra vocês um passivo com o qual me deparei quando assumi a gestão", disse Frederico Ribeiro, superintendente do HC, durante seu discurso. Para o pacote de melhorias da unidade foram investidos R$ 11,3 milhões. 

A ativação do equipamento de PET Scan era muito esperada, pela alta tecnologia envolvida no enfrentamento ao câncer. O aparelho realiza a detecção precoce, diagnóstico, acompanhamento e tratamento de neoplasias e de outras doenças, possibilitando uma visualização eficaz do metabolismo celular.

O equipamento é o único em um hospital público do estado. Segundo, a assessoria de Comunicação do HC, o PET Scan começou a funcionar no final de março deste ano e já atendeu 75 pessoas. Nesta quarta, 16 pessoas aguardam para fazer o exame. E a capacidade da máquina é 16 testes por semana. 

Sobre as salas cirúrgicas ambulatoriais, a reforma foi concluída no final de maio e, para selar o reinicio das atividades, a Ebserh realizou um mutirão de operações em crianças. Esse espaço é dedicado a cirurgias de pequeno porte. Para os procedimentos mais complexos, o HC agora contará com a completa capacidade do bloco cirúrgico, que desde sua construção, em 1979, poderia comportar dez salas, mas só funcionava com seis.

"Hoje é um dia ímpar na nossa administração. Um dia que estamos aqui, mesmo com os protestos que são normais da juventude e das reivindicações para a melhoria do hospital, que faz parte de uma sociedade democrática, para dar um pontapé diferenciado ao hospital. Quero anunciar também que estamos liberando hoje R$ 1,972 milhão para alguns processos que serão implantados estes ano, como banco de leite e setor de psiquiatria. Isso é uma prova que não estamos terminando aqui com essas inaugurações", disse o presidente da Ebserh, Kleber Morais.

 

Folha PE

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia