Publicada em 13/10/2017 às 07h38.
Após Estados Unidos, Israel decide se retirar da Unesco
Mais cedo, os Estados Unidos anunciaram a sua decisão de retirar-se da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Foto: AFP /Sebastian Scheiner

 

Israel anunciou, nesta quinta-feira, sua retirada da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), como os Estados Unidos, por causa da tomada de partido anti-israelense, segundo os dois, da organização da ONU, que tornou-se um "teatro do absurdo".


O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu "deu a instrução ao Ministério das Relações Exteriores para preparar a retirada de Israel da organização, paralelamente aos Estados Unidos", afirma uma nota de seu gabinete. "A Unesco se tornou o teatro do absurdo, onde se deforma a história, em vez de preservá-la", acrescentou.


EUA - Mais cedo, os Estados Unidos anunciaram a sua decisão de retirar-se da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), alegando "preconceito contra Israel", segundo um comunicado oficial.

 

Washington estabelecerá uma "missão de observação" nesta agência da ONU com sede em Paris, substituindo sua representação como membro, disse a porta-voz do Departamento de Estado americano, Heather Nauert. A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, afirmou "lamentar profundamente" a decisão dos Estados Unidos.

 

"A universalidade é essencial para a missão da Unesco de construir a paz e a segurança internacionais em face do ódio e da violência através da defesa dos direitos humanos e da dignidade humana", afirmou Bokova.

 

Diairo de Pernambuco

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia