Publicada em 07/12/2017 às 08h11.
Júnior Rocha conversa com Santa, se empolga e espera desfecho rápido
Com passagem pelo Luverdense, este ano, treinador revela ter gostado do planejamento dos tricolores e revelou que falta pouco para acertar números.

O Santa Cruz está próximo de anunciar o novo treinador com foco em 2018. Pelo menos isso que espera o técnico Júnior Rocha, ex-Luverdense, um dos candidatos ao cargo. Ele conversou com o presidente eleito Constantino Júnior, na tarde desta quarta-feira, e gostou muito do que ouviu. Depois da troca de ideias, as partes falaram de valores e, segundo ele, faltam detalhes para o acordo ser fechado.


- Eles fizeram uma proposta, fiz uma contraproposta. Isso não vai ser empecilho. Dá para dizer que falta pouco para acertar.


Além da questão salarial, o papo de Júnior Rocha com os dirigentes do Santa Cruz partiu muito para o lado ideológico do futebol. E isso agradou o treinador.

 

Júnior Rocha diz que conversa com diretores do Santa Cruz deixaram treinador confiante num acerto (Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press)

Júnior Rocha diz que conversa com diretores do Santa Cruz deixaram treinador confiante num acerto (Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press)


- Tivemos conversas e o clube colocou a filosofia que quer implantar, falei sobre a minha metodologia de trabalho e estamos negociando. A conversa me deixou confiante.


O que mais chamou a atenção de Júnior Rocha, no primeiro dia de contato com a diretoria do Santa Cruz, foi a filosofia pés no chão que foi apresentada. Ele confia que pode montar um elenco barato para que os salários sejam pagos sempre em dia.

 

- Falei com Constantino e com Jomar Rocha e me agrada o fato de eles quererem fazer as coisas com os pés no chão. Hoje em dia não dá mais aquela história que faz que paga e os atletas fazem que jogam.


HISTÓRIA NA LUVERDENSE


Júnior Rocha está no mercado depois de cinco anos seguidos na Luverdense. Para ele, um período longo é fundamental para o sucesso do trabalho.


- Fiquei cinco temporadas no Luverdense e se encerrou um ciclo. Fizemos um acordo para cada um seguir sua vida. Acho que trabalho longo é fundamental para dar certo. Não se implanta uma filosofia de trabalho e metodologia de treinamento da noite para o dia. E, para isso, vamos ter que ter pessoas sérias por trás. Confio muito que isso vai acontecer no Santa Cruz.

 

 

G1

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia