Publicada em 16/03/2018 às 15h00.
Vereador de Catende faz graves denúncias sobre irregularidades cometidas pelo prefeito
Até mesmo as determinações do Ministério Público sobre nepotismo teriam sido ignoradas pelo chefe do Poder Executivo.

Foto: Reprodução/Internet

 

O vereador César Barros, de Catende, concedeu entrevista nesta sexta-feira, 16, ao repórter Gustavo Manoel da Rádio Nova Quilombo FM e fez várias denúncias sobre a gestão do município. 


A primeira delas foi sobre o atraso salarial.  "Tem gente há três meses sem receber", destacou o parlamentar. A situação vem interferindo em serviços prestados pela prefeitura, como por exemplo, a limpeza da cidade. "Uma amiga minha que mora no Alto da Jaqueira disse que faz mais de um mês que a coleta não passa na casa dela. Eu acho que é porque  ele, [o prefeito] não está pagando o pessoal dos caminhões e aos motoristas", apontou César Barros.


Outro fato revelado pelo parlamentar foi o não pagamento do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). "Ele já marcou para pagar os professsores umas quatro vezes. Mandou uma lei para os vereadores votarem na Câmara, e até hoje, não teve coragem de pagar".  


Barros também denunciou o nepotismo na Prefeitura de Catende e destacou a orientação do Ministério Público para que o prefeito afastasse parentes do Poder Executivo. Ainda segundo ele, a promotoria teria determinado, por duas vezes, que o prefeito afastasse de imediato seus filhos, sobrinhos e netos. A recomendação, entretanto teria sido ignorada pelo gestor. 


A merenda escolar foi outro tópico abordado pelo vereador, que relatou que os alunos dos engenhos estariam comendo farinha com ovo.


A redação do Portal Nova Mais solicitou uma nota à assessoria de imprensa da prefeitura sobre os tópicos abordados.

TODOS OS COMENTÁRIOS (1)



Login pelo facebook
Postar
 
  • Sandro 2 meses atrás
    Tudo ladrão
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia