Publicada em 19/11/2015 às 13h38.
Mata Sul: "Operação Pulverização" prende acusados de crimes contra a Administração Pública
Entre os presos, há criminosos de Água Preta, Palmares, Belém de Maria e Caruaru.

Na madrugada de hoje, 19, por volta das duas horas, pelo menos cinquenta homens das policias civil e militar cumpriram seis mandados de prisão e sete de busca e apreensão. Estava deflagrada a “operação pulverização”, comandada pelo Ministério Público de Pernambuco com o apoio do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), CIOSAC e Serviço Reservado do 10 BPM.

 

O nome ‘Pulverização” foi escolhido porque as empresas investigadas supostamente ofereciam serviço de dedetização, desratização e pulverização no município de Belém de Maria. Porém, o que chamou atenção das autoridades foi o fato de que, no período relativo ao início de 2013 até maio de 2014, foram pagos aproximadamente três milhões da reais para as empresas envolvidas. Segundo o promotor Frederico Magalhães, “a quantia está claramente acima dos valores de  mercado”. Ele afirmou que foram praticados vários crimes, dentre os quais, corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa e fraude em licitação. As prisões foram feitas nos municípios de Palmares, Água Preta, Catende e Caruaru.

 

Os acusados são o ex-secretário de Finanças de Belém de Maria, Benevílson Glaudêncio Duarte, que reside atualmente em Caruaru; Júlio Ferreira dos Santos, que é morador de Palmares, além de Nícolas Matheus Silva dos Santos, Clécio Carlos Feitosa Filho, José Ginaldo Ferreira da Silva e Edvaldo Ferreira dos Santos, todos de Água Preta. Já no município de Catende, a policia deteve Manoel Elinaldo Gomes da Silva.

 

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência dos acusados e na sede da prefeitura de Belém de Maria. Os envolvidos foram indiciados e recolhidos ao presídio Rorinildo da Rocha Leão.

 

   

 

 

TODOS OS COMENTÁRIOS (1)



Login pelo facebook
Postar
 
  • Márton Ferreira dos Santos3 anos atrás
    Gente, queridos promoteres e desembargadores de Pernambuco, diante de tantas denuncias e fatos divulgados pela imprensa esta semana, inclusive hoje a respeito dos quase 6 meses que servidores públicos municipais de Ribeirão estão vivenciando sem receber seus vencimentos, lá sim é que está precisando de uma pulverização completa. Houve protestos, fecharam a BR 101 sul, de ontem, dia 19 de novembro de 2015 até a manhã de hoje os servidores que estão passando fome ocuparam o prédio da prefeitura do meio dia de ontem até o momento. Já está nas redes sociais e na imprensa de hoje o protesto que está ocorrendo desde as 7 horas da manhã em frente ao prédio da prefeitura de Ribeirão. Tomem uma providência, sejam enérgicos! Durante esses 4 meses que o pessoal não recebe lá, vimos pelo Portal da Transparência que, só do Governo Federal FPM (Fundo de Participação dos Municípios), Ribeirão recebeu 9 milhões de reais e, como se explica esses cidadãos trabalhadores estarem se receber um centavo ao menos?
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia