Publicada em 04/08/2020 às 13h39.
MPF abre sindicância sobre força-tarefa da Lava Jato em São Paulo
Procuradora Raquel Branquinho foi designada para coordenar a apuração. Se considerar que houve falta cometida pela forças-tarefas, ela pode pedir instauração de inquérito.


Foto: Walter Paparazzo/G1


A Corregedoria do Ministério Público Federal (MPF) abriu sindicância para apurar se houve irregularidades na distribuição de investigações dentro da força-tarefa da Lava Jato em São Paulo. A corregedoria quer saber se foram respeitados os critérios para designar o chefe de cada investigação.


De acordo com a portaria que cria a sindicância, publicada nesta terça-feira (4), a procuradora regional da República Raquel Branquinho foi designada para coordenar a apuração.


Se considerar que houve algum tipo de irregularidade, Branquinho pode pedir instauração de inquérito. O prazo para conclusão da sindicância é de 30 dias.


A sindicância é mais um ponto de atrito entre o comando da Procuradoria-Geral da República, em Brasília, e as forças-tarefas da Lava Jato nos estados. Além de São Paulo, há forças-tarefas no Rio de Janeiro e no Paraná, além de um grupo de trabalho em Brasília, na esfera federal.


No fim de junho, a Procuradoria-Geral da República pediu que as forças-tarefas compartilhassem com o comando do Ministério Público informações sobre as investigações.



FONTE: G1.GLOBO.COM

Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Nova Mais. A responsabilidade é do autor da mensagem.
TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia
 
Nova + © 2020
Desenvolvido por RODRIGOTI