Publicada em 24/05/2019 às 08h32.
Ampliados voos da capital pernambucana para a Ilha do Sal
A partir de julho, a Cabo Verde Airlines vai aumentar de uma frequência para três, com destino ao Aeroporto do Recife.

Imagem: Folha PE

 

Novas frequências para a Ilha do Sal, em Cabo Verde, serão oferecidas a partir de julho. A empresa aérea Cabo Verde Airlines está ampliando suas operações através do Recife e passará a oferecer três voos diretos do aeroporto da capital pernambucana para a Ilha do Sal. Atualmente, há uma frequência direta entre os destinos. A expansão anunciada também facilitará a ida de turistas recifenses para grandes cidades da Europa. A partir de 1º de julho serão ofertados os voos do Recife para Roma e Milão, na Itália, com parada (stopover) em Cabo Verde por até sete dias. Além disso, a partir de novembro, o stopover será ofertado para a cidade de Washington, nos Estados Unidos.


Com essas novidades, a ideia da empresa é apostar em rotas a partir do Recife. “A nossa meta para julho é que a taxa de ocupação de voos do Recife seja entre 60% e 65%. E no futuro essa meta é chegar entre 70% e 80%”, informou o CEO da Cabo Verde Airlines, Mario Chaves. A companhia ainda pretende fortalecer operações, oferecendo aos passageiros que sairão do Recife um stopover em Cabo Verde, depois seguindo para Lisboa, em Portugal, ou Paris, na França.


Para o secretário de Turismo de Pernambuco, Rodrigo Novaes, as novas possibilidades têm boas expectativas. “A gente não tem voo direto para Paris e o caminho mais curto será pela Cabo Verde. Eles também irão suprir a falta que temos para Milão e Roma, que também será um caminho mais prático para os passageiros que saírem do Recife”, comentou Novaes.


Não só brasileiros irão para lá. A perspectiva da empresa é trazer também africanos e europeus para o Brasil. “Vamos fazer a promoção do destino Brasil a partir de parcerias com operadoras de turismo. Existem potenciais turistas da África, de países como Senegal, Nigéria e Angola, que viajam para Sal e podem vir ao Brasil”, destacou Chaves. Ainda haverá três frequências a partir de Salvador e mais três a partir de Fortaleza, também a partir de julho.


E, como as operações se concentram em Cabo Verde, a companhia pretende consolidar seu trabalho na Ilha do Sal. “Como iremos colocar voos para Milão e Roma, além de Washington e Boston, temos o objetivo de criar um hub em Sal”, complementou Chaves.


Neste ano, a Cabo Verde Airlines teve seu processo de privatização finalizado, sendo 51% do capital adquirido pela empresa Loftleidir Cabo Verde. “Nosso trabalho maior é operar com regularidade, pontualidade. Queremos mostrar nossa marca, com eficiência e diferença na oferta”, disse Chaves.

 

Folha PE

Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Nova Mais. A responsabilidade é do autor da mensagem.
TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia