Publicada em 16/06/2019 às 08h53.
Liga das Nações: Brasil venceu a China sem dificuldades
Os comandados do técnico Renan voltaram a ganhar depois da derrota para a Sérvia. A partida terminou 3 sets a 0.

Imagem: Divulgação/FIVB

 

Na tarde do último sábado (15), a seleção brasileira masculina de vôlei assegurou sua sétima vitória em oito jogos já disputados na edição 2019 da Liga das Nações. A equipe dirigida pelo técnico Renan não enfrentou dificuldades para vencer a China, em Godomar, Portugal, conseguindo o resultado em sets diretos: 25/15, 25/18 e 25/22. A próxima partida será neste domingo (16), contra os donos da casa, às 14h (horário de Brasília).


O ponteiro Douglas Souza foi o maior pontuador da partida, com 17 acertos. O também ponteiro Lucarelli e o oposto Alan também apareceram bem na pontuação, marcando 12 vezes cada um. O central Isac ainda foi responsável por 11 pontos para o Brasil.


"O campeonato é muito longo e nosso grupo tem a maturidade e experiência necessárias para saber que uma hora ou outra a derrota poderia acontecer. Ontem não estávamos em um dia muito inspirado, mas não tem como tirar o mérito da equipe da Sérvia. Hoje era um outro jogo, uma outra situação e sabemos que jogo após jogo temos que construir", explicou o ponteiro.


Douglas ainda falou sobre a chance de voltar a vencer na Liga das Nações. "Hoje, a China estava pressionada e o nosso time também, pois seria extremamente importante uma vitória hoje. Mas, nosso time tem bastante maturidade para reverter situações como essa”, complementou o jogador brasileiro.


O central Isac também destacou a importante desta vitória de hoje. "Ontem tivemos a oportunidade de matar o jogo em 3 sets a 1 e hoje a cabeça foi fundamental para conseguirmos vencer. Entramos com agressividade, principalmente no saque, e o jogo era muito importante. A equipe toda soube jogar do começo ao fim e mostrou que temos totais condições de conquistar novos resultados positivos", disse Isac.


Alan abriu o placar do jogo a favor do Brasil. A equipe seguiu bem e, quando abriu 4/0, a China pediu tempo. Na volta, ainda com Isac no saque, Lucarelli marcou 5/0. No bloqueio, Flávio fez 6/0. Com Douglas, a seleção brasileira chegou a 10/3. A vantagem foi de 16/7 no segundo tempo técnico. Isac marcou 21/12. No final, vitória por 25/15.


O segundo set começou mais equilibrado e, com Lucarelli, o Brasil abriu dois de vantagem em 5/3. Alan colocou a seleção brasileira com o dobro de pontos: 10/5. A diferença esteve em seis em 16/10. Com Douglas pontuando bem, a equipe verde e amarela fez 20/13. E o Brasil fechou em 25/18.


Douglas colocou a seleção brasileira em vantagem em 3/2. O set seguiu mais disputado, com o placar em 10/8. Na sequência, o Brasil ampliou a diferença, chegando a 16/11.


O treinador brasileiro conta, nesta etapa, com os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os opostos Wallace e Alan; os centrais Lucão, Maurício Souza, Isac e Flávio; os ponteiros Lucarelli, Leal, Douglas e Lucas Lóh, e os líberos Thales e Maique.

 

Folha PE

Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Nova Mais. A responsabilidade é do autor da mensagem.
TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia