Publicada em 20/07/2019 às 10h01.
Instagram: descubra se seu perfil corre risco de ser hackeado
Aprenda a deixar sua conta na rede social mais segura e livre de invasões.

Créditos: Marvin Costa/TechTudo

 

Imagine que você resolve postar uma foto no Instagram, mas, quando tenta logar, não consegue. Após insistir, percebe que sua conta foi hackeada. O que fazer? Esta semana, a atriz Marina Ruy Barbosa, uma das brasileiras mais seguidas na rede social, passou por isso. Em menos de 24 horas, seu perfil foi invadido duas vezes e usado para incentivar os fãs a clicarem em links suspeitos oferecendo iPhones de graça. O episódio levanta a dúvida: a sua conta no Instagram está realmente segura?


No mês passado, o Instagram anunciou novidades para auxiliar os usuários a recuperarem contas hackeadas. O objetivo é proteger o nome do usuário por um período após a alteração da conta. Ou seja, a “@" não pode ser escolhida por outra pessoa, caso o usuário perca o acesso à sua conta. O recurso está disponível para todos os usuários do Android , mas será implantado gradativamente no iOS.

 

Veja como funciona:


1) Insira seu nome de usuário;


2) Insira o código que foi enviado para o seu e-mail;


3) Confirme seu e-mail;


4) Confirme seu telefone:


Em outro método de recuperação de conta, o Instagram solicitará informações especificas sobre o perfil. Se for detectado que o usuário está com problemas para efetuar o login, por exemplo, inserindo repetidamente a senha errada, abrirá a opção “Obter ajuda”. Ao clicar, a pessoa deverá inserir dados como endereço de e-mail ou número do telefone que está associado à conta.


Em seguida, o usuário receberá um código de seis dígitos no e-mail ou telefone informados. Após confirmar o número e recuperar o acesso, o Instagram se compromete a tomar medidas adicionais para garantir que o hacker não use o código para tentar acessar a conta de outro dispositivo. Desta forma, mesmo que o invasor tenha mudado o nome de usuário e as informações de contatos associados, será possível recuperar a conta. Por isso, é importante manter seus dados de e-mail e telefone atualizados.


O TechTudo entrou em contato com o Instagram para saber quais são os comportamentos potencialmente mais arriscados para a segurança das contas na rede social. Questionados se os perfis verificados podem ser invadidos com mais facilidade do que os comuns, a empresa não respondeu. Já sobre o caso de Marina, a assessoria informou que a ocorrência está sendo investigada, mas disse que não poderia divulgar mais informações.


Proteja sua conta


Mas, antes de se preocupar em recuperar uma conta hackeada, por que não se proteger para evitar dor de cabeça? Você pode começar escolhendo uma senha forte, que combine seis itens, entre letras, números e caracteres especiais.


Um erro comum na internet é quando todas as redes sociais e e-mails possuem a mesma senha. Isso facilita a ação dos hackers e pode levar a perder o acesso em mais de uma conta. Por isso, além de usar combinações diferentes, vale mudá-las periodicamente, principalmente se o Instagram enviar uma mensagem sinalizando a necessidade. Isso acontece quando, durante as verificações de segurança automáticas, o Instagram recupera informações de login que foram roubadas de outros sites.


Ou seja, se você receber a mensagem é porque sua senha pode ter sido roubada. Nesse caso, é preciso estar muito atento para não sofrer um golpe. Mesmo que o layout e texto estejam idênticos aos usados pelas redes sociais como Instagram, Twitter ou Facebook, confira se o e-mail é oficial e não clique em link suspeitos ou forneça seus dados pessoais.


Além disso, ativar a autenticação de dois fatores ajuda a fortalecer sua conta contra invasões. Assim como deslogar do seu perfil, caso use um computador ou aparelho de terceiros para acessá-lo. É importante também nunca selecionar a opção “Mantenha-me conectado” se o dispositivo não for de uso estritamente pessoal, já que, se fizer isso, seus dados ficarão gravados e poderão ser acessados por qualquer pessoa.

 

Dois pontos de atenção são: não compartilhar sua senha com outras pessoas e ler os termos e condições dos aplicativos que vier a instalar. Cuidado redobrado para aqueles que pedem que você autorize o acesso ao seu perfil, como editores de imagem e alertas para quem deixou de te seguir.

 

Aproveite que, a partir de agosto de 2020, os apps deverão ser mais diretos sobre com o que o usuário está concordando e dedique um tempo a isso antes de instalar. Por fim, proteja também o e-mail que está associado à sua conta e não deixe que ambos tenham senhas idênticas ou parecidas.

 

TechTudo

Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Nova Mais. A responsabilidade é do autor da mensagem.
TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
 
Nova + © 2019
Desenvolvido por RODRIGOTI