Publicada em 17/05/2017 às 14h13.
Laudo revela que família foi envenenada com chumbinho em Pernambuco
O secretário também informou que a prisão temporária do suspeito de cometer o crime foi decretada.

Secretário de Defesa Social, Angelo Gioia falou sobre os índices de violência em Pernambuco

(Foto: Everaldo Silva/TV Globo)

 

O secretário de Defesa Social de Pernambuco, Angelo Fernandes Gioia, confirmou, no fim da manhã desta quarta-feira (17), que as nove pessoas da mesma família foram envenenadas com ‘chumbinho’, um agrotóxico usado para matar ratos. Segundo ele, esse foi o resultado obtido pelo Instituto de Criminalística (IC) ao analisar vestígios encontrados na residência em Camaragibe, no Grande Recife.


O caso aconteceu no almoço do Dia das Mães, no domingo (14). Todas as vítimas foram levadas para hospitais da Região Metropolitana, mas não houve mortes. O secretário também informou que a prisão temporária do suspeito de cometer o crime foi decretada.


Na manhã desta quarta-feira, o homem suspeito de provocar o envenenamento se apresentou à Polícia. Ele prestou depoimento à delegada Euricélia Nogueira, responsável pela investigação.


De acordo com a Polícia Civil, a delegada informou que ainda realizará buscas e mais investigações para confirmar a participação do suspeito no crime. Após ouvir os relatos do suspeito, ela passou a confrontar informações.


Das nove pessoas internadas, três haviam sido liberadas das unidades de saúde até a terça-feira. Uma permanece em estado grave no Hospital da Restauração (HR), na área central do Recife.


Na segunda-feira (15), a polícia montou uma força-tarefa para acelerar as investigações. O objetivo era adiantar a elaboração do laudo para tentar elucidar as causas do evenenamento.

 

Entenda o caso

 

O envenenamento da família de Camaragibe ganhou repercussão no domingo (14). De acordo com informações de vizinhos, o crime foi motivado pelo fim relacionamento amoroso.


No sábado (13), o suspeito foi à casa da família, tentando reatar o namoro com uma jovem. Ele pediu que ela colocasse créditos no celular dele. Na ausência da mulher, poderia ter acesso à cozinha da residência.


A jovem teria preparado os alimentos, durante a noite do mesmo dia, e passou mal logo depois, sendo levada ao HR, e continua internada em estado grave. A família não associou o caso à comida. Assim, no domingo (14), o alimento voltou a ser consumido, durante o almoço do Dia das Mães.


A polícia encontrou vestígios de um material preto no colorau e, por isso, existe a suspeita da presença de chumbinho. A comida provocou a morte do gato da família. O cadáver do animal vai servir como fonte de investigação e coleta de provas para o Instituto de Criminalística (IC).


 

Saúde

 

Cinco das vítimas foram levadas à UPA da Caxangá, na Zona Oeste do Recife, sendo que três delas foram transferidas para o Hospital da Restauração (HR), na região central do Recife, e continuam internadas, em estado estável. Outras duas estão na UTI do Hospital Nossa Senhora do Ó, em Paulista.


Três vítimas foram encaminhadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Torrões, também na Zona Oeste da capital, e passaram a noite em observação. Elas não apresentaram sintomas de envenenamento e receberam alta na manhã de segunda-feira (15).

 

 

G1

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia