Publicada em 12/11/2017 às 08h25.
Santa e Náutico perdem e estão rebaixados novamente para a Série C do Brasileirão
Santa Cruz foi rebaixado após perder para o Boa Esporte e o Náutico, depois de ser derrotado para o Londrina.

Foto: Anderson Stevens


O Santa Cruz foi a Varginha, Minas Gerais, com o objetivo de continuar respirando na Série B do Campeonato Brasileiro. Mas não foi o que aconteceu. Com Rodolfo inspirado, o Boa Esporte passou por cima da equipe coral e venceu pelo placar de 4x2, em confronto válido pela 35ª rodada. O resultado rebaixa o Tricolor à Série C, uma vez que o Guarani venceu o CRB por 2x1 no complemento da rodada, tirando as chances matemáticas dos pernambucanos permanecerem na segunda divisão.


Como de praxe, o time da casa foi para cima e não deixava os comandados de Martelotte respirar em campo. Fellipe Mateus era a válvula de escape dos mineiros e antes de ser substituído com dores na cabeça, o meia achou Rodolfo na área. O atacante foi derrubado por Wellington Cézar e o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, o camisa 9 deslocou Júlio César e botou os mandantes na frente. A resposta do Santa veio um minuto depois, aos 15. Ricardo Bueno aproveitou falha do goleiro Fabrício e deixou tudo igual.


O gol animou o time coral, que passou a dominar as ações do confronto. Com muita vontade, mas pouca técnica, faltava ao time pernambucano caprichar na pontaria e o castigo quase veio ao fim da primeira parte do jogo. Geandro, obrigando Júlio César a fazer grande defesa, e Paulinho, mandando a bola rente à trave, quase colocaram o Boa em vantagem no marcador.


Na volta para os últimos 45 minutos, o cenário da etapa inicial se repetia em Varginha. Martelotte voltou com Derley na vaga de Walber, na direita, mas os donos da casa, que também brigam contra a degola, tomavam conta do jogo e deixavam a Cobra Coral com dificuldades na criação. O prêmio veio aos 18.


Destaque do duelo, Rodolfo recebeu na entrada da área, girou em cima da zaga e bateu no canto esquerdo de Júlio César, fazendo 2x1. Diferentemente do acontecido no primeiro tempo, o Santa Cruz não conseguiu reagir, e cinco minutos mais tarde viu o camisa 9 mineiro anotar o terceiro, em pênalti polêmico.


Já com Grafite e Bruno Silva em campo, nas vagas de Bruno Paulo e Yuri, respectivamente, os pernambucanos, visivelmente abatidos em campo, viram Wesley anotar o dele para fazer 4x1, aos 34. Em seguida, o camisa 23 descontou para os corais, dando números finais ao embate.


FICHA TÉCNICA


Boa Esporte/MG 4

Fabrício; Geandro, Caíque, Douglas Assis e Elivelton; Escobar, Alyson (Wesley) e Felipe Mateus (Lucas Hulk); Reis, Paulinho e Rodolfo (Júlio Santos). Técnico: Sidney Moraes. 

Santa Cruz 2
Julio Cesar; Walber (Derley), Guilherme Mattis, Anderson Salles e Yuri (Bruno Silva); Wellington Cézar, Thiago Primão e João Paulo; Bruno Paulo (Grafite), Ricardo Bueno e André Luís. Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio Munipal de Varginha (Varginha/MG)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR). Assistentes: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos do PR)


Gols: Rodolfo (aos 14’ 1T, 18’ 2T e 23’ 2T) e Wesley (34’ 2T) (BOA); Ricardo Bueno (aos 15’ 1T) e Grafite (37’ 2T) (STA)


Cartões amarelos: Escobar, Lucas Hulk (BOA); Bruno Paulo, Júlio César, Grafite, Primão e Mattis (STA). 



Náutico perde para o Londrina e é rebaixado

 

Foto: Paullo Allmeida


Era vida ou morte. O Náutico recebeu o Londrina na Arena de Pernambuco, na tarde deste sábado (11), precisando vencer para respirar na Série B. Porém, a derrota por 2x1 decretou a queda do Timbu para a Série C. 

A primeira boa chance do jogo veio aos dez minutos, com o Londrina. O lateral-esquerdo Ayrton passou como quis por três defensores e bateu para o gol, acertando a trave do goleiro Jefferson. No minuto seguinte, a resposta do Náutico. Rafinha cruzou para a área, e William cabeceou rente à trave de Cesar, que ficou estático. O lance arrancou aquele “uh” da torcida alvirrubra. 

As jogadas aéreas eram a principal arma do Náutico na primeira etapa. Por diversas vezes, em lances nas laterais, os meias do Timbu buscavam William. O centroavante deu sustos no goleiro Cesar, mas não conseguiu balançar a rede. 

Ainda no setor ofensivo, o melhor jogador alvirrubro na primeira etapa foi Dico. O atacante se movimentava bastante, sempre servindo William ou chutando para o gol. Do lado do Londrina, o centroavante Carlos Henrique também levava perigo. E foi justamente o jogador do time paranaense que abriu o marcador.

Aos 43 minutos, ele recebeu passe na área, balançou na frente de Rafael Ribeiro e chutou forte para o gol, sem chances para Jefferson. 

O gol impactou no time de Roberto Fernandes, que mexeu na equipe para a segunda etapa. Com Gerônimo e Bruno Mota, o Timbu buscava a virada. O começo disso veio aos cinco minutos, em um golaço de falta marcado pelo zagueiro Aislan. 

O tento marcado pelo Timbu deu ânimo aos jogadores, que pressionavam mais o time do Londrina. O time alvirrubro continuava tentando, principalmente com Dico e Gerônimo, que deram novo gás ao setor ofensivo.

Entretanto, a pontaria não estava boa, e nas melhores chances, o goleiro Cesar fechou o gol. A um minuto do fim, a cartada final. O atacante do Londrina foi derrubado por Aislan na área. O árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Germano, ex-Sport, marcou. Com o resultado, o Náutico foi rebaixado para a Série C do Brasileiro.  

PRÓXIMO COMPROMISSO
O Náutico volta a campo na terça-feira (14), no Heriberto Hulse, em Santa Catarina, para enfrentar o Criciúma. 

FICHA DE JOGO

Náutico 1
Jefferson; David, Rafael Ribeiro, Aislan e Ávila; Amaral, Cal Rodrigues (Bruno Mota), Renan Paulino e Rafinha; William (Gerônimo) e Dico (. Técnico: Roberto Fernandes

Londrina 2
Cesar; Lucas Ramon, Dirceu, Edson Silva e Ayrton; Germano, Bidía (Ítalo), Jardel (Safira) e Negueba; Artur e Carlos Henrique (Marcinho). Técnico: Cláudio Tencati

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)
Horário: 16h30 (do Recife). Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima. Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor e Leirson Peng Martins (RS). 

Cartões amarelos: Rafinha (Náutico) / Ayrton (Londrina)
Cartões vermelhos: 
Gols: Carlos Henrique (Londrina, 43’), Germano (Londrina, 44'ST) / Aislan (Náutico, 5’ST)
Público: 1.120 torcedores
Renda: R$ 5.240
Folha PE
TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia