Publicada em 12/11/2017 às 09h05.
Tecnologia permite smartphones que recarregam em segundos
Cientistas têm usado a nanotecnologia para melhorar os dispositivos de armazenamento de energia conhecidos como supercapacitores.

Foto: JUSTIN SULLIVAN/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP

 

Baterias que podem ser carregadas em poucos segundos podem ser concretizadas graças a uma tecnologia inovadora desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Waterloo, no Canadá. Os cientistas têm usado a nanotecnologia para melhorar significativamente os dispositivos de armazenamento de energia conhecidos como supercapacitores.


A tecnologia praticamente duplica a quantidade de energia elétrica que os dispositivos de carregamento rápido podem suportar, ajudando a abrir caminho para a criação de smartphones que se recarregam em segundos. A equipe do professor Michael Pope, que liderou a pesquisa, também descobriu que os supercapacitores são uma alternativa mais amigável ao ambiente.


Os supercapacitores comerciais existentes no mercado apenas armazenam energia suficiente, por exemplo, para alimentar cerca de 10% da capacidade total de celulares e laptops. Para impulsionar esse número, os pesquisadores desenvolveram um método para revestir com um líquido oleoso salgado as finas camadas de grafeno nos eletrodos.


Esse líquido serve como um separador para as folhas de grafeno, impedindo que elas se empilhem. Essa simples mudança aumenta de forma dramática a área de superfície exposta, maximizando a capacidade de armazenamento de energia.


"Aumentar a capacidade de armazenamento dos supercapacitores significa que eles podem ser pequenos e leves o suficiente para substituir baterias para mais aplicações, particularmente aquelas que requerem capacidades de carga rápida", informou o professor Michael Pope.


Segundo os pesquisadores, os supercapacitores têm potencial para alimentar dispositivos eletrônicos, como laptops, smartphones e veículos elétricos. "Se eles forem vendidos da maneira correta para as aplicações certas, veremos cada vez mais supercapacitores na nossa vida cotidiana", previu o professor.

 

Leia Já

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia