Publicada em 07/12/2017 às 08h13.
Analistas do Sport apresentaram lista com mais de 50 nomes de reforços
Thiago Duarte e Thiago Alves ajudam na prospecção de novas contratações do clube rubro-negro.

Thiago Duarte é um dos analistas de desempenho do Sport / Foto: Williams Aguiar/ Sport

Thiago Duarte é um dos analistas de desempenho do Sport
Foto: Williams Aguiar/ Sport
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

O departamento de análise de desempenho de um clube vai muito além do que a avaliação da performance dos jogadores ou do estudo prévio dos adversários. Nesse período do ano, os analistas são fundamentais para otimizar o trabalho de prospecção de atletas que podem reforçar a equipe na próxima temporada. No Sport, essa função está sob a responsabilidade de Thiago Duarte e Thiago Alves.


"Os Thiagos", como a dupla é chamada dentro do clube, já apresentou à diretoria rubro-negra uma lista com mais de 50 nomes de jogadores de diversas posições que podem reforçar o Leão em 2018. "Nosso trabalho é passar informações qualitativas em termos de comportamento técnico e tático dos jogadores. Analisamos ao longo do ano vários campeonatos de nível nacional e fazemos os nossos apontamentos. Também há as indicações externas de alguns atletas para observarmos e outras internas (de diretor ou comissão-técnica). Em cima disso, vamos construindo o nosso banco de dados pessoal e da instituição", explicou Duarte.


Contudo, esse exercício não se limita a possibilidades de contratação. Os analistas de desempenho também opinam, quando solicitados, sobre os atletas que têm condições se seguirem no clube. "Nós colocamos o posicionamento do analista tático. Analisamos mais o contexto do que pontualmente algumas atuações. Esse ano o Sport jogou 81 partidas. É preciso ter cuidado na hora de analisar porque uma temporada como essa, uma verdadeira maratona, os atletas vão passar por altos e baixos o tempo todo. Temos de evitar as percepções iniciais, pois sempre são negativas. É preciso olhar o todo", comentou Thiago Duarte.


ENTROSAMENTO

O que facilita bastante o trabalho dos analistas é quando já existe um entrosamento com o treinador. "Como avaliamos muito o comportamento do atleta em campo é importante conhecer bem o treinador, saber como ele gosta de montar o time, como gosta de jogar. É mais fácil pra gente indicar determinado jogador... Como aconteceu com o Daniel Paulista, no início do ano. Sabíamos como ele trabalhava", contou Thiago Alves.

 

Jc Online

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia