Publicada em 29/11/2022 às 09h29.
Intocável na Seleção, Casemiro coroa grande fase com gol sobre a Suíça
Sem Neymar, volante foi o responsável por dar a vitória ao Brasil nesta segunda-feira (28).


Casemiro / Reprodução do google.


"Casemiro é o melhor volante do mundo há muito tempo". Estas foram as palavras usadas por Neymar, em seu Twitter, para elogiar o companheiro de Seleção Brasileira e autor do gol da vitória sobre a Suíça, nesta segunda-feira (28), que classificou o Brasil às oitavas de final da Copa do Mundo de forma antecipada.

Enquanto o camisa 10 ainda se recupera de entorse no tornozelo direito, o cabeça de área, com mais uma atuação segura, foi eleito o melhor do jogo no Estádio 974, e segue sendo uma das esperanças da torcida quando o assunto é a conquista do hexacampeonato.


Na coletiva depois da partida, o técnico Tite, inclusive, foi questionado sobre a publicação de Neymar e não hesitou ao pactuar com a opinião do atacante. "Temos um jogador que faz um pivô central. Quando a jogada se apresenta, ele vem de trás. Quando ele surpreende chegando na frente, ele vai finalizar. Tivemos essa bola de infiltração vindo de trás. Tenho por hábito respeitar opiniões, não comentar. Mas concordo com ele (Neymar)", relatou.


No gol que deu os três pontos ao Brasil, Casemiro contou com a colaboração de antigos companheiros de Real Madrid. Vinícius Júnior começou a jogada, e Rodrygo deu bela assistência para o golaço marcado pelo cabeça de área. Em entrevista concedida ao SporTV, na zona mista, o jovem de 21 anos relembrou a parceria com o experiente volante. "Conta muito, jogamos muito tempo juntos. Antes de a bola chegar falei "deixa passar" e ele ficou livre. Normalmente é ao contrário, o Casemiro toca e eu recebo na frente. Agora devolvi nele e ele foi muito feliz no chute. Fizemos isso durante muito tempo. Tem qualidade de atacante", pontuou Rodrygo.


O bom momento vivido por Casimiro pela Amarelinha, entretanto, está longe de ser uma raridade. Convocado pela primeira vez em setembro de 2011, ele é um verdadeiro pilar dentro da Seleção Brasileira. Desde que Tite assumiu o comando da Seleção, em 2016, apenas dois jogadores entraram mais em campo do que ele sob o comando do treinador: Marquinhos e Gabriel Jesus, com 62 e 58 partidas respectivamente, contra 55 do volante.


Não à toa, o atleta do Manchester United tem a condição de intocável na equipe e é peça-chave para o funcionamento da engrenagem verde e amarela. Assim como em 2018, quando estava suspenso na eliminação para a Bélgica, apenas o acúmulo de cartões ou uma inesperada lesão podem tirar o atleta de 30 anos da Copa do Catar. 


FONTE: FOLHA DE PERNAMBUCO.



Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Nova Mais. A responsabilidade é do autor da mensagem.
TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia
 
Nova + © 2023
Desenvolvido por RODRIGOTI