Publicada em 07/02/2018 às 10h01.
Ganhador da Mega-Sena ligou 13 vezes para amigo PM antes de ser morto
''Ele mandou áudio um pouco aflito, pedindo para que eu atendesse'', disse o amigo.

A motivação do crime continua desconhecida / Foto: Reprodução

A motivação do crime continua desconhecida
Foto: Reprodução
JC Online

Antes de ser assassinado a tiros em um município do interior do Ceará, na madrugada do último domingo (4), o ganhador da Mega-Sena Miguel Ferreira Oliveira enviou um áudio para o celular de um amigo policial. O major Manoel Pinheiro afirmou ao portal G1 que o ganhador da mega-sena ligou cerca de 13 vezes na mesma madrugada em que foi morto.


"Ele mandou áudio um pouco aflito, pedindo para que eu atendesse'', disse o amigo. “Pô, capitão, me atende”, dizia a mensagem que o major recebeu.


“Tínhamos uma relação muito próxima. Nesse dia, ele ligou chamando pro local. Não fui, era muito tarde da noite, e eu sou casado, tenho esposa e filha, não podia ir assim, sem nenhuma justificativa”, disse o policial.


“Ele gostava de usufruir do prêmio. Era boêmio, saía, tomava cerveja, andava em carro bom. Gostava de fazer coisas de uma pessoa que tem uma vida financeiramente resolvida. Não era violento, era reservado. Ele sempre pedia conselho, me consultava”, desabafou o major.


Prêmio

Miguel se mudou de São Paulo para o Ceará, onde trabalhava como empresário no ramo de aluguel de imóveis. Segundo a polícia responsável pelo caso, Miguel já tinha passagens pela polícia por embriaguez ao volante e desacato.


A motivação do crime continua desconhecida.

 

 

JC

TODOS OS COMENTÁRIOS (0)



Login pelo facebook
Postar
 
Região: Últimas notícias
Curiosidades
Policia
Pernambuco
Fofoca
Política
Esportes
Brasil e Mundo
Tecnologia